Thursday, December 23, 2010

Tranformando vidas através dos bons exemplos

Recomendo hoje 2 livros. Um para ser lido a jovens que não tem hábito de ler e outro como fonte de inspiração para que possamos transformar também o sistema penitenciário num centro educacional, restaurador.

“Sonhe Alto” do Dr. Ben Carson

Há alguns anos atrás, o livro me foi recomendado por um empresário que conheci na net e após a leitura fiquei tão maravilhada que sempre o mencionei como uma fonte transformadora.
Mês passado recebi uma ótima notícia que gostaria de compatilhar com todos os leitores. Um amigo resolveu levar a leitura do livro para um grupo de jovens adolescentes que moram em bairros de extrema violência, os quais não tinham o hábito de ler.
Ao passo que ia lendo para os jovens, ia me informando (de vez em quando) como os jovens estavam reagindo. Desta maneira pude acompanhar um pouco o processo.
Não irei citar nomes, apenas irei informar o pouco que sei.
Os jovens a princípio começaram a se identificar com a biografia do Dr. Ben Carson e começaram a se interessar pela sua história.
Com o desenvolver da leitura, algumas mães também pediram para ler o livro (após o término da leitura para os jovens). Mas o melhor veio de supetão.
Numa das reuniões, uma das mães contou que sua filha começara a ler e ela (a mãe) então começou a lhe comprar livros. E a moça passou a ler todos os livros que sua mãe passou a lhe trazer.
Quanto aos outros jovens ainda  não sabemos ao certo como o livro influenciará as suas vidas, mas continuaremos trazendo os bons exemplos para que eles possam saber que é possível reverter o quadro em que se encontram.


“It’s always possible” (traduzindo: É sempre possível) de Kiran Bedi

Kiran Bedi tem uma vida surpreendente. Ela dirigiu umas das prisões mais difíceis da Índia, "Tihar Prison".
Sem recursos do governo, contando apenas com  voluntários, converteu a prisão num centro de aprendizagem e meditação.
É um exemplo para aqueles que pensam que as coisas não são possíveis e que uma andorinha não faz verão.
Lamentavelmente o livro e a palestra (segue abaixo) ainda não foram traduzidos para o português, mas a palestra foi traduzida para o espanhol que não deixa de ser o idioma mais próximo do português .
Caso alguém decida traduzir para o português, lhes avisarei.
Para acionar as legendas do vídeo, por favor cliquem em “view subtitles” e escolham o idioma.


Para os leitores que entendem inglês, existe um filme/docmentário sobre sua vida chamado  “Yes Madam, Sir”. Não consegui achar em lugar algum. Se alguém souber onde encontrá-lo por favor nos informe.

O trailer se encontra no youtube (nos links abaixo).



Deixo aqui também um link para uma entrevista com Kiran Bedi sobre as qualidades que fazem alguém alcançar o impossível. (em inglês)


Para finalizar o post, deixo as palavras de Kiran Bedi (herança de seus pais):

“A vida se encontra num declive. Ou você sobe ou você desce.”

“100 coisas acontecem na sua vida, boas ou ruins. Destas 100, 90 são sua própria criação. As boas
 são sua criação, aproveite-as. Se são ruins, são sua criação; aprenda com elas.
10 são produto da natureza, e não se pode fazer nada; como a morte de um familiar,  um ciclone ou um terremoto. Não se pode fazer nada a respeito, a não ser responder à situação. Mas esta resposta sai destes 90 pontos.” 

Feliz natal para quem comemora e um maravilhoso 2011.






Tuesday, December 21, 2010

Potencial dos estudantes, aprendizado e erros

Compartilhando mais uma excelente palestra do TED para quem ainda não a ouviu.
Diana Laufenberg: Como aprender? Com os erros (com legendas em português).
Relembrando que para acionar as legendas em português por favor cliquem em "view subtitles" e escolha o português quando abrir a janelinha.



Aproveito para agradecer ao canal TED e seus tradutores por nos proporcionar maravilhosas palestras e os meios para compatilhá-las com o mundo.

Sunday, December 19, 2010

Educação para a paz

Em ritmo de fim de ano, onde todos nós costumamos desejar aos amigos e familiares um ano próspero de muita saúde, paz e amor, gostaria de trazer um tópico que urge a nível mundial.
A internet se provou um excelente meio para se passar informações, conhecimento e debater assuntos diversos, porém também abriu as portas para o mundo virtual do ódio, da desinformação, discriminação, desrespeito ao ser humano e suas obras e da agressão verbal.
Nestas últimas semanas meus olhos se fecharam ao presenciar agressões verbais a crianças, no caso, a minha filha de 11 anos que tentou apaziguar dois adolescentes que estavam por começar uma briga virtual por intolerância religiosa.
Depois de agredida, sugeriu a criação de “uma outra forma de pensamento, "parecido com religião” (este foi o termo que ela empregou) onde as pessoas pudessem seguir certas regras para um possível entendimento.
A resposta foi negativa. Alguns até pensaram que ela estava tentando criar uma outra religião sem D’us. Certamente não era este o intuito.
Sua intenção era criar um denominador comum para que as pessoas pudessem trabalhar juntas deixando as diferenças de lado, afinal o forum era sobre leitura e escrita.
Aproveitei o ocorrido para lhe mostrar uma palestra de William Ury relacionada a um evento do qual ela havia tomado parte.
Decidimos deixar o link para a palestra como um pequeno exemplo.
Silêncio foi a resposta.
Fiquei pensativa.
Me lembrei então das palavras do falecido primeiro ministro de Israel, Yitzhak Rabin (que D’us o tenha): “Precisamos pensar diferente, olhar para as coisas de forma diferente. A paz requer um mundo de novos conceitos, novas definições”.
E é com este pensamento que gostaria de compartilhar aqui duas palestras do TED (independente de qualquer crença ou da "descrença") que ao meu ver poderão servir de base para se trabalhar a intolerância religiosa, racial, etc...

Karen Armstrong faz o seu desejo: A carta para a compaixão



A carta pela Compaixão (em português) se encontra neste link:

http://www.charterforcompassion.org/docs/cfc_dl_portugese.pdf


William Ury: O caminho entre o "não" e o "sim"



Aproveito para mostrar o que tem sido feito aqui com relação a este assunto.
Mês passado nosso colégio participou de um encontro entre as 3 religiões monoteístas chamado “Abraam’s tent (tenda de Abraão)”.
Lamentavelmente não posso postar as fotos das crianças publicamente sem a permissão dos pais, mas posso mostrar uma das atividades do evento.
A árvore da paz, onde cada criança e seus familiares deixaram suas marcas e posteriormente seus nomes.
A foto foi tirada no começo da atividade e por isso não aparecem todas as mãos.
Mas acreditem, a árvore ficou linda, cheia de mãos e nomes e com ela a minha esperança de que estas crianças possam viver num mundo de paz e harmonia tanto real quanto virtual.


Aproveito a oportunidade para deixar meus votos de feliz natal para quem o celebra e um ano novo de muita paz, saúde e harmonia.
Um abraço fraterno a todos vocês.

A propósito, sugiro aos leitores deste blog que leiam também o outro blog sobre responsabilidade social nas escolas, pois os assuntos estão interligados.

Uma pequena nota: Me desculpem publicar novamente o post, mas é que me esqueci de informar que as legendas em português para os vídeos do TED aqui postados podem ser acionadas pressionando “view subtitles”. Uma janelinha se abrirá e o leitor poderá escolher seu idioma preferido.

Sunday, November 21, 2010

Tecnologia e aprendizado

Hoje estou aproveitando para compartilhar duas palestras do TED que assisti esta semana.
Para acionar as legendas (existem em vários idiomas, incluindo o português) é só clicar no “view subtitles” e escolher o idioma.

Prof. Sugata Mitra mostra como as crianças ensinam a si mesmas



Charles Leadbeater: Educação Inovadora nas favelas

Sunday, May 30, 2010

Não podemos esperar 100 anos, diz Shakira


Discurso de Shakira no "Oxford Union" (legendas em espanhol)